O Projeto Social Eu faço a Diferença este ano será virtual. A iniciativa acontece todos os anos no curso de Pedagogia, na disciplina de Psicologia da Educação e da Aprendizagem, da professora Eliane Stédile. A proposta, neste semestre, é a produção de mensagens motivacionais aos colegas de faculdade, para que atravessem este momento de pandemia planetária, sentindo o carinho e conforto dos amigos de jornada acadêmica. São mensagens sinceras, vindas de quem sente na pele as mesmas dificuldades:

Um dia esse momento ficará apenas em nossas lembranças

“Sabemos que nossa rotina de estudos está bem diferente, antes saímos de casa para estudar e hoje estudamos dentro de casa. Se pensávamos que iríamos nos acomodar com os estudos, nos enganamos muito. A dedicação agora é ainda maior. Estamos passando por momentos difíceis sim, entretanto confiantes de que tudo isso passará e retornaremos a nossa sala de aula. Nós estudantes de graduação, não vamos deixar nossos sonhos passarem. Vamos aproveitar as aulas com mais vontade de aprender, e buscando sempre mais conhecimentos! Daqui a pouco estaremos formados! …e esse momento ficará apenas em nossas lembranças” (Coralina Ambrozim Zandonadi).

 

De repente, um vírus obriga você a se reinventar como estudante

“Como você esperou por esse momento… expectativas e planos para que esse fosse um ano de realizações e conquistas! Desde a compra do seu material escolar até o seu primeiro dia de aula, quantas emoções depositadas, nesse projeto que se chama sua vida. De repente quando você menos espera um vírus, de contágio em nível internacional muda esse seu projeto e o obriga você a se reinventar como estudante. Lembra como foi difícil a primeira semana da COVID 19? E quando chegou a semana de provas?! desespero total! Mas passou e você está aqui, com o coração cheio de esperança, acreditando que dias melhores virão. Agora vamos! Levanta a cabeça, você já mostrou para você mesmo que você é capaz!! Lembre-se ‘O importante não é vencer todos os dias, mas lutar sempre’. Só vence, só conquista, aqueles que estão prontos para lutar pelo seu sonho. #rumoaformatura.” (Diane Torres Simões).

 


Agradeça o que tem acontecido de bom e de ruim na sua vida, tudo tem um propósito

“Muitos dizem que 2020 é um ano para se esquecer e deletar do mapa. Será? Quantas vezes você ficou com sua família assim antes da pandemia? Tempo jogado fora ou tempo esse de se conhecer e conhecer melhor as pessoas que você mais ama? Muitas pessoas morreram, sabemos disso, vamos ficar com saudades? Claro e muita. Mas você ficava com saudade das pessoas que não conversava ou que não via a tempos e que estão vivas? Aproveite esse tempo que se Deus, ou Ala ou Jeová, quiser vai passar logo, para amar mais as pessoas, perdoar quem precisa ser perdoado. Passe mais tempo refletindo, orando e agradecendo tudo que tem acontecido de bom e de ruim na sua vida, pois no fim tudo tem um propósito. Um dia voltaremos ao normal, e espero que nesse dia, as pessoas sejam novas pessoas, assim como será um novo Mundo. Um grande abraço e #fiqueemcasa.” (Vitor Zandonadi Pereira).

 

Poderemos dizer: passamos pela maior dificuldade do Brasil, mas não desistimos

“É tempo de dificuldade para todos, é um momento de união, de conscientização, tempo de nos unirmos para alcançar nossos objetivos e o melhor para todos. Por mais difícil que seja os estudos remotos, seja corrido, as vezes ficamos meio perdidos, não vamos desistir! Sei que nossas cabeças estão uma loucura diante de todo esse sofrimento mundial, mas vamos ser forte e passar por cima juntos. Não vamos ser dispersos, vamos olhar isso tudo como oportunidade de irmos mais fundo nos estudos, vamos nos organizar, dar o nosso melhor, pensar que tudo isso vai contar muito para nosso futuro. Podemos dizer que passamos pela maior dificuldade do Brasil, com dificuldades e batalhas, mas não desistimos do nosso sucesso acadêmico. Espero reencontrar todos logo na faculdade, parar continuarmos agregando mais conhecimento para nossas vidas” (Júlia Beatriz Martins Pires).

 

Perdemos o contato físico, mais jamais perderemos a confiança em dias melhores

“O meio pelo qual estamos vivendo, nos faz repensar em toda a rotina que nós tínhamos, trabalho, família, estudos, emprego e outros. Essa quarentena veio para nos ensinar a dar valor as coisas que antes nós fazíamos pessoalmente: no simples boa noite que dávamos aos nossos colegas, as rodinhas de conversas nos intervalos, os conselhos dos professores, as dinâmicas de sala de aula – hoje percebemos que tudo isso nos faz falta. Para nos auxiliar, os meios eletrônicos tentam suprir a carência da nossa rotina, matando um pouquinho da saudades de nossos amigos. Essa quarenta nos fez reinventar, aprender o novo, nos fez descobrir que somos capazes de realizar quase qualquer coisa pela tela do celular ou computador. Perdemos o contato físico com o outro, mais jamais perderemos a CONFIANÇA em dias melhores. A confiança de não abandonar nossos sonhos em meio as dificuldades, a confiança de sempre querer buscar conhecimentos, de não desistir no meio do caminho. Quando tudo isso passar, vamos poder dar aquele abraço forte nos nossos colegas, e dizer aos nossos professores a falta que nos fez sua companhia. Amigos são pessoas que podemos confiar, que podemos contar com eles nos momentos difíceis como esse que estamos vivendo. Quando tudo isso passar, vamos nos sentir vitoriosos de ter enfrentado nossos medos e dificuldades, quando tudo isso passar vamos nos tornar pessoas melhores dando importância ao simples. ‘Desistir dos sonhos é abrir mão da felicidade, porque quem não persegue seus objetivos está condenado a fracassar 100% das vezes’ (Augusto Cury). Não abriremos mãos da nossa felicidade, e continuaremos firmes nessa caminhada. Juntos somos mais forte!” (Sara Martins Bermond).

 

Pode ser um tempo de reavaliação para nos reencontrarmos

“Ninguém esperava esse tempo de pandemia. Pode ser um tempo de reavaliação para nós que estamos vivendo tudo isso. Não precisamos pensar que estamos em um congelamento e que nada vai dar certo, mas sim, um tempo novo para nos reencontrarmos. Esse é um momento que podemos estar fortes e preparados, pois todos estão passando por situações parecidas. Podemos sim, nos esforçar ao máximo em nossa graduação para sermos melhores profissionais no futuro. E quando isso tudo passar, a gente vai olhar para trás e dizer: vencermos! Logo, logo estaremos juntos! #fiqueemcasa” (Matheus De Paula Rodrigues).

 

 


Cada dificuldade passada será uma meta alcançada

“De repente tudo mudou, logo precisamos a nos adaptar a uma vida totalmente diferente da qual a gente vivia, sem poder dar aquele abraço gostoso nos nossos colegas de sala ou aquele boa noite caloroso aos nossos professores. Faz falta, como faz, as risadas, as brincadeiras e também as trocas de conhecimentos e aprendizagem. Agora tudo isso a distância, cada um na sua casa, tendo que se empenhar mais nos estudos, se esforçar mais, dar o melhor de si… Mais tenha certeza que lá na frente tudo isso valerá a pena. Cada dificuldade passada será uma meta alcançada. Um dia tudo isso será uma bela história que você vai contar para motivar alguém a vencer algo que tanto quer. Juntos venceremos essa momento tão difícil!!” (Alessandra Baptista Dias).

 

Lembre-se: antes de brilhar, os diamantes, na lama, passam por pressão e atrito, tornando-se joias de inestimável valor

“Nenhum de nós é tão bom quanto todos nós juntos, na faculdade, buscando realizar nossos sonhos. Esse momento já está indo embora – lembre-se de que tudo passa e tudo vai passar, são apenas três palavras: TUDO VAI PASSAR! E nós vamos continuar na busca de nossos objetivos, lembrando que não precisamos nos abater, desistir e nem permitir que as dificuldades da vida nos tire do caminho do sucesso. Lembre-se que antes de brilhar em vitrines, os diamantes são encontrados na lama, nas rochas ou no fundo dos rios e eles passam por pressão e atrito, tornando-se joias de inestimável valor. Assim somos nós. Vamos em frente, em busca do sucesso, todos unidos pela mesma causa… Profissionais formados!” (Nilda Nogueira da Silva Alves).

 

Oportunidade de cura para uma população de mente e alma vazias

“Sim! Os dias não são os mesmos nada mais é igual, mas afinal de contas, sabíamos que seria assim, não temos como controlar o tempo muito menos como ele funciona. Cada desafio nos proporciona ensinamentos, aprendizados e novas histórias para que no futuro possamos passar aos nossos netos e serem contadas de geração em geração: passamos por uma pandemia de forma sensata pensando no próximo – nos unimos a entes queridos e familiares e percebemos o valor deste vínculo, da família. Ao invés de apenas criticar e temer 2020, pense de forma diferente: este ano está sendo oportunidade de cura para uma população de mente e alma vazias” (Heloisa Cezario da Silva).

 

Vamos seguir firmes em busca dos nossos sonhos: a vida exige coragem

“Professores e estudantes: sabemos que estamos passando por tempos e momentos difíceis, principalmente na forma de adaptação à nova rotina de estudos. Nós estudantes, não precisamos nos desesperar com essa realidade que estamos vivendo, e sim, fazer desses dias difíceis, um aprendizado em todos os sentidos. Enquanto tudo isso não passa, vamos aproveitar para nos dedicar mais aos estudos e dar mais valor a cada momento da vida, vamos ligar mais para as pessoas que amamos e lembrá-las o quanto elas são importantes e especiais em nossas vidas. Certamente esse momento é de aprendizagem para todos. Vamos seguir firmes e fortes em busca dos nossos sonhos independente dos obstáculos que estamos enfrentando, a vida exige coragem de todos” (Lorrayne Soares Dias).

Leitor, faça essas mensagens chegarem ao maior número de estudantes, para que se mantenham firmes em seus propósitos de vida. Se auxiliar 1 a ficar firme em seu sonho, já terá valido a pena o esforço dos estudantes que se dedicaram a escrever esses depoimentos.

midia