A finalidade do curso é capacitar a formação plena de Engenheiros Civis capazes de atuarem em todos os ramos da Engenharia Civil, através de um desenvolvimento curricular que garanta tanto a formação técnico-científica quanto à formação geral, buscando inserir no mercado de trabalho um profissional qualificado, participativo e competente, que busque, além do seu próprio aprimoramento, a melhoria das condições de vida de sua comunidade e de seu país.

Ambientes Especiais

A FAVENI coloca à sua disposição toda a estrutura necessária para você extrair o máximo da sua formação. São Laboratórios de Química e Microbiologia, de Física e de Informática. Todos os laboratórios contam com uma moderna infraestrutura física, materiais e equipamentos novos e iluminação adequada, com cada sala possuindo Luminária Hermética, instalações elétricas, hidrosanitárias e gás, e estão dentro das normas da ABNT para uma melhor utilização e segurança dos discentes e professores dos cursos de Enfermagem. Além disso a FAVENI conta com toda infraestrutura física nova, instalada em nossa Unidade II, ampla e atualizada Biblioteca, Auditório e Espaço de Convivência.

Tem por objetivos:

  • O novo profissional da Engenharia Civil deve estar apto para desempenhar suas funções como profissional liberal, como técnico ou executivo, vinculado às instituições ou empresas públicas ou privadas, governamentais ou não governamentais, organismos internacionais, instituições de serviços etc.
  • Desse modo, a proposta curricular do curso de Engenharia Civil da FAVENI apresenta especificamente os seguintes objetivos:
    I. Formar profissionais de Engenharia Civil, com sólida formação teórica e prática, para atenderem, plenamente, às exigências do mercado de trabalho;
    II. Constituir perfis profissionais para atuarem em equipes multidisciplinares, em particular, nas áreas ligadas à Construção Civil;
    III. Implementar uma visão crítica de desenvolvimento integrado, conjugando tecnologia, produtividade, lucro e crescimento humano, ético e social;
    IV. Estimular o espírito empreendedor, crítico, criativo e de liderança, como instrumentos fundamentais para as atividades do Engenheiro Civil;
    V. Transmitir uma visão de planejamento e de conjunto das diversas áreas e variáveis a serem considerados nas atividades da Engenharia Civil;
    VI. Desenvolver o espírito de parcerias e de coparticipação para a implementação de projetos e atividades de Engenharia Civil;
    VII. Integrar o uso racional de recursos disponíveis com equilíbrio econômico, ambiental e social.
  •  

A avaliação do desempenho escolar é feita por disciplina, incidindo sobre o aproveitamento e a frequência.

A avaliação do aproveitamento se dá:

a) Pela apresentação de trabalhos Acadêmicos teóricos ou práticos,
b) Por instrumentos de verificação de assimilação de conteúdos;
c) Pela participação em atividades complementares de ensino, incluindo: pesquisa, extensão, seminário, simpósio, congresso, monitoria, iniciação científica, entre outras.
d) Outros procedimentos avaliativos adotados pelos docentes com anuência da respectiva coordenação de curso.

A frequência do aluno e do professor é obrigatória, salvo nos programas de educação à distância.

É considerado aprovado o aluno com frequência mínima de 75% (setenta e cinco por cento) e média igual ou superior a 7,0 (sete) em cada disciplina do curso, no decorrer das avaliações do período.

§ 1º – Estará sujeito ao exame final o aluno que não obtiver média 7,0 (sete) nas disciplinas do período. Submetido ao exame final, será aprovado com média 6,0 (seis), a ser obtida pela media aritmética da nota semestral com a nota da prova final.

Caso o aluno não obtenha média 6,0 (seis) é considerado reprovado na disciplina.

As disciplinas, práticas, atividades complementares, trabalhos de conclusão de curso e estágio supervisionado, possuem critérios de avaliação específicos, de acordo com normas estabelecidas por regulamento próprio.

O aluno que tenha extraordinário aproveitamento nos estudos, demonstrado por meio de provas e outros instrumentos de avaliação específicos, aplicados por banca examinadora especial, pode abreviar a duração do seu curso, de acordo com as normas do Sistema Federal de Ensino.

É concedida prova substitutiva, desde que haja motivo justo que comprove a falta à prova aplicada, com deferimento prévio da Secretaria Acadêmica em consonância com as normas regimentais.

O requerimento deverá ser oficializado a Secretaria Acadêmica no prazo de 2 (dois) dias letivos após a aplicação da primeira prova.

A estrutura curricular proposta para o Curso de Pedagogia, Licenciatura foi construída conforme determina a Resolução CNE/CES n° 01/2006 e a Resolução CNE nº 02, de 01/07/ 2015. Apresenta a seguinte ordenação e sequência:

1° Período

Disciplinas CH
Introdução à Engenharia Civil 40 Horas
Expressão Gráfica 60 Horas
Cálculo I 80 Horas
Química Geral 80 Horas
Álgebra Linear e Geometria Analítica 60 Horas
Português Instrumental – EaD 60 Horas
TOTAL 450 Horas

2° Período

Disciplinas CH
Desenho Arquitetônico 80 Horas
Cálculo II 60 Horas
Física I 60 Horas
Fundamentos da Computação 40 Horas
Geologia e Pedologia 60 Horas
Multiculturalismo e Direitos Humanos – EaD 60 Horas
TOTAL 360 Horas

3° Período

 

Disciplinas CH
Topografia e Geomática 80 Horas
Estatística Básica 60 Horas
Cálculo III 60 Horas
Física II 60 Horas
Ciência e Tecnologia dos Materiais 60 Horas
Algoritmos e Estruturas de Dados 40 Horas
Educação para o Desenv. Sustentável – EaD 60 Horas
TOTAL 420 Horas

4° Período

 

Disciplinas Carga Horária
Técnica e Economia dos Transportes 60 Horas
Métodos Numéricos 40 Horas
Física III 60 Horas
Fenômenos de Transporte 80 Horas
Estradas de Rodagem 60 Horas
Metodologia Científica – EaD 60 Horas
TOTAL 360

5° Período

 

Disciplinas CH
Análise Estrutural I 80 Horas
Materiais de Construção 60 Horas
Mecânica dos Sólidos 60 Horas
Resistência dos Materiais 80 Horas
Hidráulica 60 Horas
Filosofia e Estudos Sócio Antropológicos – EaD 40 Horas
TOTAL 450 Horas

6° Período

Disciplinas CH
Análise Estrutural II 80 Horas
Laboratório de Solos I 40 Horas
Instalações Prediais Hidro sanitárias 80 Horas
Laboratório de Matérias de Construção 60 Horas
Hidrologia Aplicada 60 Horas
Geotécnica 60 Horas
TOTAL 450 Horas

7° Período

Disciplinas CH
Mecânica dos Solos 40 Horas
Logística da Engenharia 40 Horas
Concreto Armado I 80 Horas
Instalações Elétricas Prediais 80 Horas
Saneamento Básico 80 Horas
Ergonomia e Segurança do Trabalho 40 Horas
TOTAL 360 Horas

8° Período

Disciplinas CH
Tecnologia da Construção Civil 80 Horas
Estruturas Metálicas I 80 Horas
Estruturas de Madeira 60 Horas
Pontes e Obras de Arte 60 Horas
Concreto Armado II 80 Horas
Estágio Supervisionado I 100 Horas
TOTAL 460 Horas

9° Período

Disciplinas CH
Estruturas Metálicas II 80 Horas
Fundações e Obras de Terra 80 Horas
Patologia das Construções 80 Horas
Optativa I 60 Horas
Trabalho de Conclusão de Curso I 60 Horas
Estágio Supervisionado II 100 Horas
TOTAL 460

10° Período

 

Disciplinas CH
Gerenciamento de Projetos 80 Horas
Planejamento e Orçamento de Obras 80 Horas
Economia Geral e Matemática Financeira 60 Horas
Projeto de Integração 40 Horas
Direito e Ética na Engenharia 40 Horas
Optativa II 40 Horas
Trabalho de Conclusão de Curso III 60 Horas
Estágio Supervisionado II 100 Horas
TOTAL 500 Horas

Optativas - 9º e 10º Período

 

 

Disciplinas CH
Concreto Protendido I 60 Horas
Concreto Protendido II 40 Horas
Saneamento Básico II 60 Horas
Geologia Geral 40 Horas
Processo Industrial 60 Horas
Gerenciamento de Resíduos Sólidos Urbanos e Industriais 60 Horas
Tratamento de Resíduos Sólidos Urbanos e Industriais 40 Horas
Introdução à Contabilidade 60 Horas
Direito Empresarial 60 Horas
Introdução à Finanças 60 Horas
Planejamento Estratégico e Empreendedorismo 60 Horas
Pesquisa Operacional 60 Horas
TOTAL DE HORAS DO CURSO 4.060 Horas

Faça sua Inscrição

Dados do curso

Coordenador(a) responsável: Diego Peterle Guisso

Duração: 5 anos (10 períodos)

Vagas: 50 vagas anuais

Turno:  Noturno

Título: Engenheiro Civil

Autorizações

  • Credenciamento da IES: Portaria Nº 2.378, de 22 de agosto de 2002 – Publicada no D.O.U. de 26/08/2002.
  • Recredenciamento da IES: Portaria Nº 780, de 26 de junho de 2017 – Publicada no D.O.U de 27/06/2017.
  • Autorização: Portaria Nº 1030, de 29 de setembro de 2017 – Publicada no D.O.U. de 03/10/2017

Fale com a Coordenação

Seu nome *

Seu e-mail *

Sua mensagem *

campos com * são obrigatórios